PEQME: Um conselho na parada de ônibus

setembro 23, 2014


Era sábado (13/09), eu estava indo à faculdade encontrar meus amigos para estudarmos. Quando a semana de provas está perto de chegar sábado é considerado o nosso dia mais sagrado onde tiramos e criamos dúvidas. Meu pai fez a gentileza de me dar uma carona de moto, pois os ônibus do meu bairro costumam demorar demais. Eu já me atraso por vida e o ônibus atrapalha ainda mais me atrasando. Logo quando cheguei na Avenida Beberibe avistei um carro que quebrou lá. Esse carro foi quem começou toda a conversa com uma senhora.
Ela foi com seu filho para a mesma parada de ônibus que eu estava. Viu o carro quebrado e comentou o quanto é ruim um carro quebrar na rua. Ela falou isso para o vento, esperando que alguém a respondesse. Eu respondi afirmando com a cabeça. E então ela começou a contar o que lhe aconteceu. 
- Já aconteceu comigo. Eu estava voltando para casa com meu marido. Ele estava chapado no banco de trás. Sabe aquela ladeira ali, depois do Fava? - Ela apontou.
- Sim. - respondi. 
- Então. Ele teimou comigo dizendo que o carro conseguia subir na segunda marcha com o ar-condicionado ligado. Ele me arretou tanto que eu inventei de subir desse jeito. O carro parou no meio da ladeira e não pegou. Nem o freio, nem o acelerador, nem nada. Ele desceu a ladeira solto. Eu manobrei e o mirei numa caçamba. Batemos nela. Meu marido resmungou algo e eu mandei calar a boca. 
- Vixe! Aconteceu algo com vocês? 
- Não! Graças a Deus não! 
- E o carro?
- Teve só um arranhão. O mecânico disse que aconteceu algo com o freio por causa do ar-condicionado estar ligado e por isso ele não pegou. 
- Hummm.
- Você é jovem e tem muito o que viver. Quero te dar um conselho: Não importa o quanto você ame alguém, não importa o quão apaixonada você seja por essa pessoa, nunca confie nos conselhos dela. Confie apenas em você. Não cometa a mesma besteira que eu cometi.
- O ônibus, mãe! - o garoto a chamou.
- Fica com Deus, menina! Tchau! 
- Obrigada pelo conselho! E você também fique com Deus!

Não faça ou deixe de fazer algo só por causa de alguém. A tua vontade tem que ser sua e de mais ninguém.
Achei tão bonitinha a lição de moral que ela trouxe com a história que eu tive vontade de dar um abraço na moça (e compartilhá-lo também com vocês). Espero que ele também sirva para você!  

You Might Also Like

4 comments

  1. Escrevi um comentário bem bonitinho e sem querer acho que apertei no inicio e perdi tudo que escrevi antes, mas mesmo assim, queria dizer que gostei muito do seu trabalho e dizer pra nunca venha desistir disto aqui, particularmente estou vendo resultado aqui! bem é só isso mesmo rs, abração de um dos seus fãs Noéé! ;) há..... e realmente a ladeira de perto da fava é bronca de mais de subir shuashuashuashua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, fiquei curiosa! :( EJSIOAJEO Muito obrigada pelo incentivo, noé! Adorei sua aparição aqui. Haha

      Excluir
  2. Caramba que situação maneira! Esse conselho é genial demais, e uma hora ou outra a gente acaba aprendendo isso na vida.
    Infelizmente toda vez que alguém puxa assunto comigo é algo bem banal ou desconfortável, tipo pedir uma informação que eu não sei dar, haha.
    Adorei, beijão.

    aleatoriedadesdeluiza.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né, a maioria também é assim comigo. Nunca sei dar a informação que pedem, mas esse dia foi diferente e muito lindinho. <3
      Obrigada pela visita, Luiza! :)

      Excluir

Thayníssima é um blog pessoal que fala sobre tudo o que autora gosta e tem interesse, sendo leitura, fotografia, gastronomia, moda, jogos, músicas, filmes e séries.

Oi! Tudo bem? É sua primeira vez aqui? Gostou da publicação? Sinta-se livre para deixar sua opinião e também o link do seu blog. Tenha certeza de que eu irei conhecê-lo.

Você pode nos acompanhar também pelo facebook, twitter e instagram. E, caso queira entrar em contato conosco, envie uma mensagem para o e-mail blogthaynissima@gmail.com. Responderei em breve!

Seja bem-vindo(a), sinta-se à vontade e volte sempre que quiser. (: